destaque02

destaque04

brava home resortManter em ordem um condomínio com milhares de m² e uma infraestrutura que deixa muito clube com inveja, não é uma tarefa fácil.
Administrar um condomínio de pequeno e médio porte já é uma tarefa extremamente complexa. Imagine então comandar um empreendimento multitorres, que oferece aos seus condôminos uma infraestrutura semelhante ao de um clube. Além do jogo de cintura para atender às expectativas dos moradores, o gestor precisa ter conhecimento sólido sobre aspectos legais e financeiros. Afinal, ele é o responsável por coordenar o pagamento dos salários, manter o controle do fluxo de caixa, gerenciar crises de pessoal, organizar documentos e, muitas vezes, até responder a processos.

De acordo com Carlos Roberto Borba, gerente predial do Brava Home Resort, localizado em Itajaí, o trabalho desenvolvido em um grande empreendimento é semelhante à gestão de uma empresa. “Para administrar um enorme condomínio, primeiro tem que ter muita dedicação e amor ao que faz. São dezenas de tarefas diárias, como definir processos, alinhar as equipes de trabalho, coordenar os contratos de manutenção, atender todos os dias a moradores, fornecedores, entre outras coisas”, comenta. Mas é na formação em Ciências Econômicas que ele busca as referências de que precisa. “Trabalhei dez anos na área financeira de uma multinacional e isso me possibilitou ter uma visão ampla de tudo que acontece. A minha experiência me ajudou a planejar detalhadamente todos os setores do condomínio, definindo centro de custo para cada um, o que nos ajuda muito no funcionamento diário”, explica.

Carlos Roberto Borba diz que a experiência de dez anos em uma multinacional o ajudou a planejar todos os setores do condomínio.

O Brava Home é um residencial construído há cinco anos, que apresenta números impressionantes: no total são sete pares de torres, 323 apartamentos, sendo 11 edifícios com 25 unidades cada, outros dois com 12 apartamentos por torre e um edifício com os 24 restantes. Por estar localizado em uma cidade litorânea, o número de moradores efetivos triplica na alta temporada. Das 320 pessoas residentes durante o ano, o número chega a 960 no verão. “Muitos condôminos são de outros estados e acabam passando por aqui nos finais de semana, férias ou feriados”, comenta o gestor.

O Brava Home Resort em Itajaí tem 14 torres e 323 apartamentos. No total o empreendimento tem 75 mil m², onde mais de 60 mil m² são destinados a área verde e de lazer. O condomínio disponibiliza sete piscinas, variadas quadras de esporte, academia completa e 23 espaços de festas, com direito a uma boate. Além disso, ainda são oferecidos serviços como: aulas de pilates, dança e natação, salão de beleza, pet shop, lavação de veículos e até mesmo um restaurante exclusivo, aberto aos moradores todos os dias da semana.

Para dar conta de toda essa infraestrutura, o condomínio conta hoje com uma equipe multifuncional, com 64 funcionários diretos, 14 terceirizados, além de contratos de manutenção. No verão, durante a temporada, período em que o espaço registra a maior movimentação de condôminos, o quadro de colaboradores aumenta em 20%.

Trabalho de gente grande!

Manter um grande condomínio em equilíbrio exige cuidados especiais e, principalmente, ter uma equipe diversificada. No Helbor Magnifique, que é comandado há quase um ano por Ronaldo Teixeira, em Joinville, os colabores são das mais variadas áreas. No condomínio, 16 funcionários tomam conta do conjunto que é administrado por um comitê de gestores, composto pelo síndico e mais três subsíndicos, além da supervisão do zelador. Entre os terceirizados estão o pessoal da segurança e limpeza.

O síndico Ronaldo Teixeira estabelece um cronograma anual de obras e manutenções para manter em dia o condomínio.

“Coordenar pessoas sempre será muito difícil. Mas, acredito no poder do trabalho árduo e transparente, além é claro de investir em boas parcerias. Os desafios são diários e complexos, já que tudo tem dimensão macro em grandes espaços. No nosso condomínio temos o setor de controle de pragas, de jardinagem, de piscinas, segurança humana e eletrônica, empresa terceirizada de serventes, pintores, serviços gerais, e muitos outros que me ajudam a manter tudo em ordem. Com trabalho sério estamos estabelecendo um novo modo de administrar”, explica.

O Helbor Magnifique em Joinville tem três blocos de 18 andares e os moradores têm a disposição três piscinas, cinema, sala de jogos e até um salão de beleza.

Como dica, Ronaldo sugere a elaboração de um cronograma anual de obras e manutenção. “O segredo da nossa administração está em investir na supervisão como ferramenta para resolver os problemas. Além disso, a engenharia financeira do comitê gestor busca sempre elaborar as melhores práticas de governança, como quando estabelecemos um teto de gastos. Acreditamos que todas as demandas do nosso condomínio devem ser tratadas de maneira democrática, sendo imprescindível, por exemplo, a consulta de diversos orçamentos antes de fechar um contrato de serviço. E por aqui também não toleramos nenhum tipo de corrupção”, destaca.

A área do Helbor Magnifiqueé de quase oito mil metros quadrados, com três blocos de 18 andares, somando 102 unidades e quase 500 pessoas. O espaço disponibiliza um home clube completo, com três salões de festas totalmente equipados (adulto, infantil, teen), um quiosque com churrasqueira e forno a lenha para pizza, sala de cinema, academia, sala de pilates e yoga, brinquedoteca, sala de jogos e até um salão de beleza. Os moradores ainda podem desfrutar de três piscinas, sendo uma com raia de 25m aquecida e as outras com borda molhada, sauna, spa, sala de relaxamento, pet care, quadra poliesportiva e serviço de bar na piscina externa. Para a segurança e conforto de todos, o empreendimento conta com portaria blindada, controle de acesso por biometria, dez elevadores e um gerador próprio de energia.

Fonte: www.condominiosc.com.br por Dariane Campos

Notícia Patrocinada por: Direção Certa Terceirização de Serviços

Categorias 

lateral14

lateral09

lateral16

Scroll to top